SALA DE NÃO ESTAR
Renan Baddauy

Sala de não estar Consulta particular Quem sabe o número Do andar Pra onde vai Onde vai dar Como chegar O que falar O que dizer O que pensar Como ter Querer Precisar Poder Sala de não estar Problema particular Poema de não versar Problema de não notar Não ver Não ler Não anotar Não conceber Nem cogitar Nem mais ou menos Não decifrar Cifrar Ele disse não! Ele disse não vou Ele disse não quero Ele disse não posso Ele disse que deve Poder Ele disse que tem Pena de não viver. Não tem saída! Não saio daqui Não saio de saia Do ensaio Não saio do ensaio Pena de não viver. Quanto tempo leva Dando bola Dando esmola Bebendo cola Cheirando cola Cheirando coca Ou não? D. João? Quanto tempo lava Quanto tempo soa Quanto tempo sua Envolve Volve Devolve Revolve Ouve O estalido seco Agudo Pontiagudo Afiado Pontudo Liso límpido Gentil Dócil Que arranha Entranhas Consome vísceras Tamanhas! Consome moelas Moles Estômagos Fracos Nervos Complacentes Dores Ausentes Urgentes Prementes Quanto tempo exige Mais que somente ela. Exige Quanto mais dela Mais que tudo Quanto vale Estala Canta Exige Quanto mais músculo Lança Quanto mais corte Mais que longe ela alcança Quanto mais morte Mais arte Mais doce Mais fossa Mais grosso O calibre do cano Responde Pergunta e avança Demente Mais linda ela dança Doente Mais louca e real Mais mente Mais carne Podre Pobre Miserável Mais fome e sede Mais puta Na parede Mais devassa Mais fede Mais cachaça Mais febre Mais arde Mais arte Pena de não Poder!


Views: 104
Likes: 0


Leia também
arrow_back Voltar