MACHINITA
Renan Baddauy

Machinita Gira Carrossel de horrores Assassinos Penteando Os cabelos da idiotice Redundante De novo Mais que nesse ovo No meu calo Idades Quando Momentos dados relevantes De fatos pretéritos Não sabidos Definhando De pouco Mais pouco Miserável E Endiabrada Roda Rola na mão Enrola essa criança Embola ela Dança Cantando No pelo do couro Coralino Salve Nossa ressalva Atirando Mais que todo lados Para cima Alto Altíssima Donzela de tranças Fantasiada de brisa Princesa de noite Bela E Fera Vem Vai mais Volta Assopra Troca Roca Ladeando meu rock Toque de trompa Raio Raia Nessa rajada De balada De louco Seja de Muito Ou Tanto Trombeta Soando e ressoando Corneta Buzina na orelha Cadela Mais sem ela Nivela Aponta nosso lápis Apela Resolve e não abre Fecha Boca de mentira Espelha Ela e alucina Crina Ronco de megera Fada Mágica E Lunática Entoa Voa vai revoa Rosna ronca parafusa Tampa tudo tanto Hasteia Seja quanto tão Morte Mortifica E Viva Trem Tiro de pistola Bola bem bolada Rola essa mania Fria congelada Nada de braçada Assume Qualquer coisa que valha Digna Conversa de navalha Ponta e prumo Pronta E Alinhada Proa Lança Porta e parta Reparte Sua E nossa parte


Views: 83
Likes: 0


Leia também
arrow_back Voltar